Best Não Tão Seller: um blog que amamos

Você já leu um livro tão sensacional que quis papear sobre ele, com um desconhecido, na fila do supermercado? Já comprou mais livros do que seria capaz de ler no ano? Já fez listas de livros e percebeu que nem em duas vidas inteiras seria capaz de ler tudo?

Se a resposta for sim, então você precisa conhecer o Best Não Tão Seller, blog criado por Marcos Fernandes, publicitário, fotógrafo e diretor de criação da Nós da Comunicação.

 

Marcos costuma ler de tudo um pouco, mas seus autores preferidos são Gabriel García Márquez, Zélia Gattai, Aldous Huxley e Isaac Asimov. “Depois que li ‘A Fundação’, sempre que esbarro com um livro do Asimov, compro despreocupado. Gabriel García e Zélia são escritores que parecem estar conversando com você. Lembro de ter lido ‘Anarquistas Graças a Deus’ e, quando terminei a leitura, estava íntimo da família Gatai inteira”, recorda.

Os quadrinhos ‘Daytripper’, de Fábio Moon e Gabriel Bá, e o livro ‘A Alma imoral’, do Nilton Bonder também estão entre seus favoritos. “Após terminar de ler as duas obras fiquei um bom tempo pensando sobre elas.”

Claro que, como bom diretor de arte, seus posts não iriam se restringir ao texto. Uma das cerejas do blog são seus pôsteres inspirados nas histórias dos livros. Clica aqui e vai lá conhecer.

“Eu resolvi criá-los como um complemento aos meus comentários. Queria fugir daquele modelo tradicional de post com resenhas que, muitas vezes, acaba dando spoiler do que vai acontecer na obra. Acompanho alguns blogs, mas só leio as resenhas depois de já ter lido o livro. Quando vou escolher um livro nem a orelha da capa eu leio, só as indicações, quando tem, e a contracapa”, explica.

Todo cuidado é pouco quando toda vida importa

Correr para embarcar em trens quando as portas já estão se fechando, reter portas automáticas que não possuem sensores, desrespeitar a distância de segurança demarcada pela...

Entre ciborgues e homens de lata

Vou explicar do começo: faço parte de uma geração que, desde a Sessão da Tarde, aprendeu a temer a tecnologia ou, pelo menos, foi ensinada a entendê-la como algo que mantém...

Por uma cultura de Integridade e Compliance

O número de CEOs (executivos-chefes) que deixaram seus cargos por causa de desvios éticos na empresa cresceu 36% nos últimos cinco anos em todo o mundo. De acordo com a...